se você fosse sincera o o o

ela foi.se. ela foi.se gradualmente. lentamente. previsivelmente.
antes de ir, estava quieta. já não caminhava. as pernas decidiram ir antes dela, deixando.a na impossibilidade de caminhar. tinham ido porque ela já não tinha caminhos para andar por aqui. por que o caminho agora era lá, não cá. a única coisa a fazer aqui era ficar quieta. foi assim que ficou, sem pernas, com braços fortes para se agarrar e não cair. já não precisava das pernas. e por isso, as pernas desnecessárias foram.se.
eu, com as minhas pernas longas e pesadas que hoje me aleijaram por não me aguentarem na banheira, por cá fico. de pé, sentado, deitado, mas com pernas presentes, cansadas, fartas.
e tenho um plano: vou andar para a direita, sempre em frente, até chegar ao fim. depois subo um pouco até encontrar uma casa que me deixe descansar e curar as bolhas nos pés. e ficar por lá. ad aeternum. até todo eu decidir ir. pernas, braços, pila, cabeça.
tudo porque me magoa a ideia de partirmos aos pedaços.